quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Respeito pelas diferenças


                       
                       
                         
                          Foto Foto: "A grandeza não é onde permanecemos, mas em qual direção estamos nos movendo. Devemos navegar algumas vezes com o vento e outras vezes contra ele, mas devemos navegar, e não ficar à deriva, e nem ancorados".      Saiba respeitar as diferenças                                    










quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Mãos á Obra - parte 1

Depois de montarmos o projeto , então passamos para a parte de divulgação,onde fizemos reunião com a relações públicas do Educandário,Priscila Gauto para que nos auxilie .
Também produzimos fotos  e vídeos publicitários para divulgação do projeto além de postagem nas redes sociais com endereço do blog para maiores esclarecimentos.
Abaixo segue alguns de nossos trabalhos:








Vídeo

video

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

E agora vamos á luta...


  
 Então começamos a mandar emails para os órgãos públicos, para ver que caminhos seriam seguidos, baseados na lei de inclusão social.

  Primeiro resolvemos entrar em contato com a prefeitura de Porto Alegre.


Jacqueline Meurer jacquelinemeurer@gmail.com



Boa tarde , gostaria de obter informações sobre as praças que deveriam ter brinquedos
adaptados
 para crianças especiais conforme lei de inclusão e acessibilidade e  porque em
 Porto Alegre ainda
 não encontramos, visto que no interior do estado já estão sendo encontradas, i
nformações essas
 que vão ser usadas num projeto em andamento por mim e pelo meu grupo de
trabalho. Desde já
agradeço a atenção e espero um retorno de como podem nos ajudar na imple-
mentação do projeto.

Att,
Jacqueline Meurer

Recebemos a resposta de que esse assunto era para
 a área de assessoria comunitária da prefeitura e 
o contato deveria ser feito por telefone.Feito o 
contato estamos até agora esperando uma resposta.

Então resolvemos entrar em contato com os senhores
 vereadores de
Porto Alegre mandando o email abaixo:

Jacqueline Meurer jacquelinemeurer@gmail.com


Boa tarde , gostaria de obter informações sobre as praças que deveriam ter
 brinquedos 
adaptados para crianças especiais conforme lei de inclusão e acessibilidade
 e  porque 
em Porto Alegre ainda não encontramos, visto que no interior do estado já
 estão sendo
 encontradas, informações essas que vão ser usadas num projeto em anda-
-mento por
 mim e pelo meu grupo de trabalho. Desde já agradeço a atenção e espero um
 retorno
 de como podem nos ajudar na implementação do projeto.
Encaminho esse email para vossas senhorias já que mandamos para os órgãos 
competentes da Prefeitura e não obtivemos resposta alguma ou promessa de
 informações, já pedindo que nos auxiliem na implementação de projeto já 
existente na certeza de que a lei existente será cumprida e porquê não numa 
escola e clinica de 
reabilitação que concentra um número de 150  crianças com necessidades
 especias.
 E aproveitando que é um ano eleitoral pois sabemos de sua competência,
aguardamos 
resposta.

Att,
Jacqueline Meurer

Os emails que estão disponíveis para contato 
na Câmara da Vereadores , nenhum foi recebido. Todos
 retornaram com mensagem de erro. Foram mandados
emails para todos os vereadores.

Mail Delivery Subsystem mailer-daemon@googlemail.com


para mim
Delivery to the following recipient failed permanently:




quinta-feira, 6 de setembro de 2012

E A PESQUISA CONTINUA

Então o próximo passo foi fazer uma pesquisa de custos,pesquisamos na internet sobre  brinquedos adaptados e mandamos emails para as empresas que encontramos,que por sua vez são poucas e recebemos resposta somente de uma.


Jacqueline Meurer
24 abr

Gostaria de saber o custo dos brinquedos adaptados, balanço frontal e o carrossel,para uma possível aquisição de nossa entidade 'Centro de Reabilitação São João Batista em Porto Alegre RS.Já que estamos fazendo um trabalho de Acessibilidade e Inclusão Social para que junto a Prefeitura de Porto Alegre possamos talvez tentar aquisição desses brinquedos.Desde já agradecemos a atenção e esperamos uma resposta para podermos dar continuidade ao nosso projeto.





BALANÇO FRONTAL  preço  3.980,00 
 CARROSSEL - 2 CADEIRANTE E 4 CRIANÇAS  preço 6.150,00 
VALOR TOTAL: 10.130,00

A empresa entrou em contato novamente para saber se teríamos interesse ,mas a resposta dada é que o custo é muito alto, então que aguardaremos a divulgação do projeto para possível doação.


Sem nenhuma concorrência , pois é a única especializada na comercialização do produto,fica muito difícil de termos opções. 
Então pesquisando mais sobre brinquedos adaptados , encontramos um relatório de final de curso com idéias bem interessantes de brinquedos adaptados e que seria bem viável de serem realizados




Após essa pesquisa tiramos as medidas da praça para anexar no projeto.

     Largura: 9m e85cm
      
     Comprimento: 30 metros


     Toda essa área tem a necessidade de uma área coberta para melhor conservação dos brinquedos então ainda entram as seguintes medidas:

      PARA A RAMPA

      

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Projeto Praça Adaptada

O projeto surgiu  de conversas e reportagens sobre inclusão social.
Então chegamos a um tema que para nossas crianças seria muito proveitoso,e devido a praça adaptada que temos está em condições precárias e que de acordo com todo o grupo resolvemos colocar em prática.

     Primeiro montamos um projeto para seguirmos os passos e termos coordenadas e metas.



PROJETO
   1.       Dados de identificação
1.1    Título do projeto: Revitalização do Playground do Educandário
1.2 Órgãos:
1.2.1     Promotores:
·       CDI Educandário
·       Educandário São João Batista

1.2.2         Executores:
·       Educandos do CDI Educandário turma Vivendo e aprendendo
- Jacqueline Meurer
- Tatiane dos Santos
- Rosangela Garcia
- Bruna de Melo
- Luciana Paz


2.       Descrição do Projeto:
2    1   Justificativas:
Considerando que o curso de informática oferecido pelo projeto CDI Comunidade Educandário está trabalhando a questão da inclusão social e acessibilidade, baseada na Declaração Universal dos Direitos Humanos e lei Municipal, a turma Vivendo e Aprendendo do turno da tarde, escolheu trabalhar com a Revitalização do Playground do Centro de Reabilitação São João Batista por este estar sem uso, devido à manutenção precária. Justifica-se o presente projeto que se propõe a revitalizar o Playground da instituição para que seus pacientes e alunos tenham acessibilidade a ele com segurança para entretenimento durante as horas entre uma terapia e outra.
2.2 Objetivos
2.2.1     Geral
Revitalizar o playground do educandário, visando uma participação maior dos seus pacientes nas horas de lazer.
2.2.2     Específicos
·     Formas de execução do projeto:
contatar empresas especializadas em playground para tomada de preços;
·     estudar a área reservada para a execução do projeto bem como o projeto o trajeto a ser percorrido até a área;
·     fotografar a área para fundamentar o projeto 



3.      Tática
3.1 Áreas de influência
·       Pacientes e alunos do Educandário, crianças com deficiências, mental e física, dificuldades motoras;
3.2 Durações do projeto, de Abril de 2012 até a sua concretização.
3.3 Metas físicas o projeto consta de:
·   organização do projeto
·   preparação do projeto
·   execução do projeto
3.4 Recursos:
3.4.1 Humanos:
· Alunos do curso CDI
·Direção da escola
. Educador do CDI

3.4.2-Físicos
·  Sala de informática
. Internet
· Câmera fotográfica
.  Folders
·  Cartazes

3.4.3- Financeiros
·  buscar recursos para viabilização do projeto
.   buscar patrocínio para execução do projeto seja particular ou do governo
4 - Implementação do Projeto
Organização- contato com a direção da clínica
·  levantamento dos recursos necessários
·  planejamento das etapas a serem seguidas
·  definição dos objetivos
·   organização da metodologia para execução do projeto

 Preparação
 - organização das atividades a serem desenvolvidas para execução do projeto
Contato com os fabricantes de playground preparação do local, elaboração do material de divulgação.
 Execução propriamente dita quando forem conseguidos os recursos para execução.
Pesquisa através da internet das empresas e fabricantes de playground adaptado, montar um projeto com as medidas da área posição dos brinquedos tentar uma área coberta p/ dias de chuvas, bem tornar acessível o trajeto ao playground
Produção de slides para divulgação do projeto através de redes sociais;
twitter, blog, facebook, e-mail das integrantes da equipe.

- Limpeza e preparação da área a ser revitalizada
Montagem do playground para tentar patrocínio de alguma empresa que se interesse em viabilizar o projeto
Anexos-
endereço de e-mail para contatos;
fotos da equipe;
fotos do playground do Educandário;
fotos de brinquedos adaptados;



Depois de montado o projeto resolvemos tirar fotos e medir a área da praça para anexá-las ao mesmo:




















                                     PROJETO       REALIZADO

UM SONHO QUE ESTÁ SE        REALIZANDO...


A tão sonhada Praça Adaptada para deficientes físicos está tomando forma! Esse projeto só está sendo possível pelo empenho dos alunos da turma 121 da Escola Adventista de Porto Alegre - unidade Otto, que criaram o grupo “Sunlight”. Os estudantes fizeram diversas ações para arrecadar dinheiro para os brinquedos, produzidos pela empresa Brum. O paisagismo do local está sendo doado pelo pai de uma das alunas, sr. Jeferson.
Aguardem a inauguração!!!




A primeira Praça Adaptada da Região está no Educandário


Estudantes da Escola Adventista criaram um meio lúdico das crianças e adolescentes do Educandário viverem sua infância e juventude, além de exercerem o seu direito a cidadania: doaram todos os brinquedos para a Praça Sunlight!

A tão sonhada Praça Adaptada para deficientes físicos está pronta, sendo a primeira da região com brinquedos para crianças e adolescentes cadeirantes. A estreia das crianças nos brinquedos foi emocionante! O lançamento oficial ocorreu no dia 04 de dezembro e contou com a presença dos alunos, professores e diretora da Escola Adventista de Porto Alegre - unidade Otto Niemeyer, mães, crianças e colaboradores do Educandário.

Os estudantes da turma 121 criaram o grupo “Sunlight” e fizeram diversas ações para arrecadar dinheiro para os brinquedos. Em homenagem ao empenho destes jovens, a praça ganhou o nome do grupo: Praça Sunlight. Todas as atividades contaram com o apoio e a super motivação da professora Roberta Oliveira. O paisagismo do local está sendo doado pelo pai de uma das alunas, sr. Jeferson.





 Obrigado á todos que de uma maneira ou outra colaboraram para a realização desse projeto....

terça-feira, 10 de abril de 2012

Auto avaliação das aulas de informática

Flor de Luz


    Já faz mais de um ano que frequento as aulas de informática do CDI EDUCANDÁRIO.Quando comecei aqui não tinha noção nenhuma de informática,Digamos que tinha até medo de computador.Mas hoje passado um ano ,com a dedicação e disposição da Educadora em ensinar a gente de uma forma que se torne agradável e leve,mostrando as possibilidades de como usar a INTERNET  e todos os recursos que o computador nos oferece,posso dizer que aprendi muito,usando os recursos,acesso á redes sociais e temas geradores de extrema importância para nossas vidas.Conclusão : esse curso me trouxe novos horizontes e me mostrou que nunca é tarde para aprender e que posso muito mais ainda.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

ADAPTAÇÃO DE PRAÇAS PARA DEFICIENTES


Linda Praça,não é mesmo???


Sim ,como outras lindas praças de Porto Alegre!
  Mas como todas outras praças e parques públicos desta cidade não encontramos um único brinquedo adaptado para deficientes.Nenhum brinquedo que usem com a segurança necessária,para ter o seu lazer.  Esta praça é em frente á minha casa e quando levo meu filho para brincar nela,a única coisa que pode fazer e mesmo assim com pouca segurança é o VAI E VEM e as outras crianças tem que andar devagar com medo de derrubá-lo.Assim como nesta e outras tantas praças da capital não encontramos  um brinquedo adaptado.    
Mas agora pergunto ONDE  estão os governantes dessa cidade que não dão uma solução para um assunto tão delicado como este .


Imagina que em outras cidades do nosso Rio Grande do Sul,que é tão á frente de outros estados,já estão se preocupando em dar uma vida mais confortável para nossos deficientes.C praça com um desses aparelhos tão seguro como exemplo a cidade de Cachoeirinha que presenteou  seus ilustres frequentadores com um lindo brinquedo.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Falta de Acessibilidade




A maior crítica que temos a fazer é quanto a falta de acessibilidade ao redor da área em que o Centro de reabilitaçãoEducandário São João Batista está localizado.
Sendo uma área em que tem um grande fluxo de pessoas com deficiência física de díficil locomoção e já que a maioria são cadeirantes notá-se a pura falta de acessibilidade.Começando pelo ônibus adaptado para cadeirantes que é escaço ,deveriam ter mais horários durante o dia,já que as atividades de tratamento e escola são realizados no turno da manhã e no da tarde.ONDE estão as autoridades que não resolvem isso.
 Outro problema é a falta de rampas de acesso nas calçadas,e essas por sua vez péssimas, para uma mãe ou qualquer que seja o acompanhante,manejar a cadeira de rodas ,ou conduzir o filho que se locomove com dificuldades.Já que a "acessibilidade' está na moda,sendo falada pelos políticos,tomara que Eles,realmente se importem com esse assunto que para nós é tão importante.